MEDALHAS EM TÓQUIO FEITAS DE SMARTPHONES VELHOS

De acordo com a publicação japonesa Nikkei, os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 querem marcar pela diferença até na fonte dos metais precisos que são usados para produzir as medalhas.

Esta organização irá usar o ouro, a prata e o bronze reciclados, retirados de milhões de smartphones (e de outros pequenos eletrodomésticos) que todos os dias são enviados para destruir.

Estes três metais são usados para variadas funcionalidades dentro de um smartphone. Desde a condutividade à estrutura em que é moldado o smartphone, existe metal suficiente para produzir as medalhas.

Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, foram necessários cerca de 9.6kg de ouro, 1210kg de prata e cerca de 700kg de bronze para produzirem as medalhas dos atletas.

Estes valores não são nada de extraordinário para a organização, porque os japoneses, recordistas da reciclagem, recuperaram em 2014 cerca de 143 kg de ouro, 1566  kg de prata e 1112 toneladas de bronze, tudo isto retirado de dispositivos eletrónicos nesse mesmo ano.

Relacionados

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.